top of page
Creatina rich Piana

Crea-TEN 240g

A classificação é 0.0 de 5 estrelas com base nas avaliações
€36,00Preço

Essencialmente, a creatina serve como uma reserva adicional de energia nos músculos viabilizando treinos mais intensos e duradouros. Por esse motivo, ela tem sido usada por atletas como um recurso ergogênico desde a década de 1970. Quando consumida de forma crônica, essa substância promete potencializar a resistência muscular, acelerar a recuperação após o exercício e favorecer a hipertrofia. Portanto, ao se deparar com o questionamento "creatina para que serve?", a resposta está em sua capacidade de melhorar o rendimento físico e auxiliar na construção muscular.

Recentemente, novas descobertas sobre para que serve a creatina têm sido publicadas. Alguns estudos já mostraram efeitos neuroprotetores, antioxidantes, imunológicos e até anti-inflamatórios. Assim, o uso da creatina se estende para outros objetivos além dos musculares.

Existem vários tipos de suplementos de creatina disponíveis no mercado, e cada um deles tem suas características próprias. Saber mais detalhadamente sobre cada uma pode ser importante para saber qual tipo de creatina tomar. Os tipos de creatina mais comuns incluem:

Creatina monohidratada

A forma "monohidratada" refere-se à composição química, em que uma molécula de água está associada a cada molécula de creatina. Esse é o tipo mais comum e mais amplamente estudado de creatina. Devido à sua vasta quantidade de pesquisa e evidências favoráveis, a creatina monohidratada é geralmente a preferida e mais indicada para a maioria das pessoas.

Creatina MagnaPower (creatina e o magnésio)

O magnésio atua no relaxamento e na contração muscular assim como no equilíbrio do metabolismo de energia e no equilíbrio eletroquímico do nosso organismo por meio de mais de centenas de reações.

Tanto o magnésio quanto a creatina são substâncias fundamentais para a produção de energia e, assim como a baixa concentração de creatina, a baixa concentração de magnésio no corpo ocasiona queda no rendimento físico.

Creatina micronizada

Essa forma de creatina é considerada um dos ​​tipos de creatina monohidratada, porém processada em partículas menores. Em média, as partículas são 20 vezes menores que as da creatina monohidratada. Essa característica, a princípio, torna a substância mais solúvel e mais absorvível pelo organismo. No entanto, nenhuma pesquisa científica conseguiu comprovar que a creatina micronizada é mais eficiente do que a creatina monohidratada comum.

Creatina etil éster

É uma forma de creatina esterificada industrialmente, que recebe uma molécula de éster anexada a ela. A intenção dessa modificação é aumentar a capacidade da creatina de ser absorvida pelo corpo, melhorando sua eficácia. Isso, teoricamente, permitiria que mais creatina entrasse nas células musculares em comparação com outras formas de creatina. No entanto, estudos demonstram que esse tipo de creatina não oferece benefícios adicionais significativos sobre a creatina monohidratada.

Creatina hidroclorídrica ou creatina HCL

Trata-se de uma forma de creatina que é ligada a uma molécula de ácido clorídrico. Esta ligação propõe melhorar a solubilidade da creatina em água, o que torna a absorção da creatina pelo intestino mais eficiente. Entretanto, poucos estudos investigaram a eficácia e segurança desse tipo de creatina.

Creatina alcalina ou "Buffered" creatine

Essa forma de creatina tem o pH mais elevado (alcalino) em comparação com a creatina monohidratada comum. A ideia é que a substância pode resistir melhor ao ambiente ácido do estômago e, assim, uma maior quantidade de creatina seria absorvida no intestino e utilizada pelos músculos. No entanto, não há evidências de que esse tipo de creatina seja mais eficaz e vantajosa do que a creatina monohidratada.

Este produto contém uma combinação de creatinas para entrar nos músculos de várias formas. Os ingredientes do transportador também estão incluídos para garantir que seus músculos possam absorver a creatina e usá-la com sucesso.

Tipos de Creatina existentes na Crea-TEN:

  • Creatina Magna Power (quelato de creatina e magnésio);
  • Malato de Tri-Creatina;
  • Creatina Anidra;
  • Creapure (Creatina Monohidratada);
  • Citrato de creatina;
  • Piruvato de creatina;
  • Éster de etila da creatina;
  • Creatina AKG;
  • Malato de éster etílico de creatina;
  • Gluconato de creatina;
  • Também inclui o Creatine Accelerate Blend, uma mistura de 8 ingredientes para aproveitar ao máximo esta super fórmula de creatina.